20210722

Lucros do ABANCA aumentam 18% para 157 milhões de euros no segundo trimestre

O bom desempenho do ABANCA, durante o segundo trimestre deste ano, foi sustentado pela solidez das receitas recorrentes, complementado pelo controlo de custos e contenção do custo do risco. O ABANCA enfrenta agora a recuperação da crise com uma posição de elevada solidez financeira cujos principais pilares são a boa qualidade da sua carteira (rácio NPL de 1,9% e nível de ativos imobiliários no balanço de 0,3%), os elevados níveis de cobertura (83,8% em ativos duvidosos), a sua elevada capitalização (rácio de capital total de 17,3% e 1.573 milhões de euros acima das exigências regulatórias) e a sua confortável posição de liquidez (rácio LTD de 97,4% e 13.287 milhões de euros em ativos líquidos).

ABANCA lucra 160 milhões de euros após reforçar provisões em 273 milhões e aumentar taxa de cobertura para 81,2%

20210203

O ABANCA obteve um resultado líquido atribuível de 160 milhões de euros em 2020, após dedicar 273 milhões de euros à antecipação das provisões com o objetivo de enfrentar o ano de 2021 com uma posição sólida. O banco tem uma taxa de morosidade de 2,0% e uma cobertura de 81,2%, o que o coloca numa posição de liderança no setor financeiro espanhol no que toca à qualidade dos ativos. A redução de 22,4% dos ativos de cobrança duvidosa situou a taxa de morosidade num nível que representa praticamente metade da média espanhola (3,9%) e claramente abaixo da média europeia (2,9%).